Batata Movies (Especial Oscar 2018) – O Touro Ferdinando. Dando Um Olé Na Farra Do Boi.

                                    Cartaz do Filme

Dando sequência à nossa cobertura dos filmes indicados ao Oscar, vamos falar hoje da boa animação da Fox, “O Touro Ferdinando”, dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha (o mesmo de “Rio”). Essa película concorre ao Oscar de Melhor Animação e é uma história, acima de tudo, de bichinhos, que se passa na Espanha, mais exatamente, de touros que são preparados para o sacrifício nas Plazas de Toros.

       Ferdinando é um touro muito simpático…

Tudo começa com Ferdinando ainda um bezerro, que fica vendo com os outros bezerros seus pais sendo preparados para as touradas, sem saber do destino que os aguarda. Todos os touros são preparados para serem agressivos e violentos. Mas Ferdinando não quer saber de brigas e ainda gosta de florzinhas, o que provoca risadas gerais entre os demais bezerros, que o tratam com rispidez. Cansado de toda aquela neurose, Ferdinando foge e acaba parando na fazenda de Nina, uma menininha que trata o bezerro como um animal de estimação, ou seja, com muito amor e carinho. Para tudo ficar perfeito, a fazenda ainda tem muitas flores, do jeito que Ferdinando gosta. Ele cresce e se torna um forte e gigantesco touro, só que com coração de ouro.

     Com Nina, que o trata como um “animalzinho” de estimação…

Mas, ao ir para uma festa das flores na cidade, foi confundido com um touro violento depois de destruir toda a cidade sem querer, só na base das trapalhadas. E aí ele volta para a antiga fazenda, onde ele encontra seus colegas bezerros já touros crescidos, brigando para ir para as touradas. Quem fracassa, acaba indo para o matadouro. Assim, Ferdinando vai ter que lutar também, com a ajuda de uma cabra, que se torna a sua amiga.

             A animação prima pelo inusitado…

Esse é um filme muito divertido, engraçado e com lances para lá de inusitados, já que estamos falando de grandes touros como os personagens da película. O mais legal aqui é ver a natureza delicada de Ferdinando, agindo como um animal de estimação de uma frágil garotinha, assim como a sua relação com outros animaizinhos menores. O filme também passa uma mensagem que todos nós já conhecemos: de como essas touradas são algo totalmente revoltante e uma covardia com animais irracionais. O simples fato de se ensinar ao público infantil que não é correto um ser racional como o homem agir de uma forma tão covarde e irracional com um bicho que não pensa já vale o filme.

                           Ninguém resiste ao “Flower Power”…

Assim, “O Touro Ferdinando” é mais uma boa animação que concorre ao Oscar com um DNA brasileiro, embora quebrar o favoritismo da Disney, que veio com “Viva, a Vida é uma Festa”, sempre é algo muito complicado. De qualquer forma, vale a pena dar uma passada no cinema, com crianças ou não, para dar uma conferida. Eu garanto, pelo menos, que você vai rir muito com bichinhos, o que, creio, muita gente já fez isso (ou ainda faz) quando assiste aos bons e velhos desenhos animados da televisão. Não deixe de conferir, pois você não vai se arrepender e vai se emocionar com o tourão de bom coração.

 

Deixe uma resposta