Batata Literária – As Duas Faces

A vida é como uma moeda

Pois possui duas faces

Num dia, você está feliz

Noutro, você está triste

Às vezes, se tem dinheiro

Noutras vezes, você está na penúria

Posso uma vez estar andando na rua

E, em outra, se estar internado no hospital

 

Tudo passa, meu caro!

Para o bem e para o mal!

A vida é uma montanha russa

De altos e baixos

O negócio é se centrar

Nada de euforias tresloucadas

Nem de profundos desesperos

Busque seu ponto médio!

 

Pois as duas faces se manifestam de outras formas

O amigo de hoje pode ser o traidor de amanhã

Seu prazer pode se tornar um vício destruidor

Vida se transforma em morte num piscar de olhos

Andamos, o tempo todo, no fio da navalha

Podendo cair para cá ou para lá

Podendo se machucar violentamente

Podendo carregar eternas marcas

 

Esse é o jogo duplo da vida

Saber estar entre a cara e a coroa

Entre o sim e o não

Entre o bem e o mal

Entre a alegria e a tristeza

Entre a saúde e a doença

E saber, acima de tudo, sobreviver

Ante à pressão de fortes extremos

 

Deixe uma resposta